Receita Federal de Dionísio Cerqueira será transformada em alfândega

Por Oeste em Foco 20/11/2017 - 08:38 hs
Foto: Reprodução

A partir de janeiro a Inspetoria da Receita Federal em Dionísio Cerqueira, na fronteira com a Argentina, será transformada em alfândega. A medida faz parte de um reordenamento do órgão, que vai acontecer em outras aduanas de fronteira. O objetivo é que essas unidades sejam especializadas em Comércio Exterior. De acordo com o inspetor chefe da Receita Federal Dionísio Cerqueira, Valter Solon Durigon, a medida eleva o status da unidade, que deixa de responder à delegacia de Joaçaba e passa a responder diretamente para a superintendência de Curitiba.

- Nós teremos orçamento próprio, mais autonomia para contratar serviços e gerenciamento de contratos – explicou Durigon. As unidades de São Miguel do Oeste, Santo Antônio do Sudoeste (PR) e Capanema (PR), também serão gerenciadas por Dionísio  Cerqueira.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Dionísio Cerqueira a Barracão (Ascoagrin), Marcos Voltolini, avalia que a mudança será mais positiva, pois antes até para consertar uma balança tinha que pedir para Joaçaba. Além disso, as prioridades serão definidas em Dionísio Cerqueira.

Com a mudança a expectativa é também buscar ampliação do número de funcionários, que atualmente é de 23. Neste ano a Aduana movimentou US$ 370 milhões nos primeiros dez meses, sendo 60% exportação, principalmente carne e frutas tropicais, e 40% de importação, principalmente bebidas e frutas.

O movimento é de 1,1 mil caminhões por mês, mas a expectativa é que esse movimento possa até triplicar caso seja efetivada a Rota do Milho, do Paraguai para Santa Catarina.

Fonte: Diário Catarinense