Campanha Investimentos Prefeitura SMO
Psicologia em Foco

A Psicologia e suas diversas áreas de atuação

Onde atua a psicologia- parte III

Bruna Antunes

Bruna AntunesBruna Antunes, natural de Descanso, tem 32 anos, é Bacharel em Psicologia pela UNOESC de São Miguel do Oeste e graduada em Administração de Pessoas pela Uniasselvi, e atua como psicóloga do CRAS de São João do Oeste. A coluna objetiva abordar temas relacionados à psicologia de forma clara a fim de agregar conhecimentos e facilitar a interpretação dos leitores. Além disso, Bruna destaca reflexões sobre a importância e os cuidados necessários com a saúde mental.

04/10/2018 18h56
Por: Bruna Antunes
Fonte: Oeste em Foco- Bruna Antunes
Oeste em Foco
Oeste em Foco

Em nossa terceira coluna a respeito das atuações da psicologia, falaremos hoje sobre a Psicologia Hospitalar e sobre a Psicologia do Transito.

A psicologia Hospitalar atua na perspectiva de oferecer a possibilidade da escuta do sujeito, para que este ser que sofre possa falar, interpretar sua condição de doente, ressignificando este estado e contribuindo para a melhora. Pode-se atuar em hospitais e clínicas. São funções do psicólogo hospitalar, desenvolver atividades seguintes:

Assistir o paciente, sua família e a equipe de saúde;

Realizar avaliação diagnóstica em Psicologia;

Realizar psicodiagnóstico;

Formular e aplicar protocolos durante hospitalização e/ou em ambulatórios;

Intervir de modo psicoterapêutico individualmente ou em grupo;

Orientar psicologicamente a família e a equipe de saúde;

Realizar grupos com equipe de enfermagem;

 

Psicologia do Trânsito, uma área pouco conhecida e divulgada, mas de grande importância para a psicologia, onde sua intervenção só tem a agregar na segurança do trânsito. O psicólogo do trânsito pode desenvolver algumas atividades como:

Desenvolver pesquisa científica no campo dos processos psicológicos, psicossociais e psicofísicos que se relacionam aos problemas de trânsito.

 Realizar exames psicológicos de aptidão profissional em candidatos a habilitação para dirigir veículos automotores, os chamados Psicotécnicos.

Pode participar de equipes multiprofissionais voltadas à prevenção de acidentes de trânsito.

Contribuir nos estudos e pesquisas relacionados ao comportamento individual e coletivo na situação de trânsito.

Estudar as implicações psicológicas do alcoolismo e de outros distúrbios nas situações de trânsito.

Aplicar e avaliar novas técnicas de mensuração da capacidade psicológica dos motoristas.

Colaborar com a justiça e apresentar, quando solicitado, laudos, pareceres, depoimentos etc;

Para servir como instrumentos comprobatórios para melhor aplicação da lei e justiça;

 Atuar como perito em exames para motorista, objetivando sua readaptação ou reabilitação profissional. Ainda tem-se outras ações possíveis ao psicólogo do trânsito:

Trabalhar com as fobias de pessoas que, apesar de possuírem a CNH e terem carro na garagem, não têm coragem de trafegar na via pública. Pode trabalhar junto às empresas que operam ônibus e outros veículos que atendem à população e também promover a educação no trânsito, organizar conferências ou discussões sobre o tema, em escolas, de forma a preparar os jovens para o trânsito. 

Bruna Antunes CRP/1216964

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários