Segunda, 06 de Julho de 2020 07:52
(49) 99110-3040
Saúde Psicologia em Foco

Carência afetiva: mais que sentir-se só

Confira a coluna da psicóloga, Bruna Antunes, desta semana

18/06/2020 12h24 Atualizada há 2 semanas
Por: Bruna Antunes Fonte: Oeste em Foco
OESTE EM FOCO
OESTE EM FOCO

Para a coluna desse mês, vamos falar sobre a Carência afetiva e dependência emocional.

A carência afetiva pode ser desenvolvida ainda no seio da família, onde os laços sofreram enfraquecimento sentimental, seja por trauma familiar, morte, abandono, abusos, doença, separação, processos de rejeição e desproteção, isolamento emocional. Pode ser desenvolvida logo nos primeiros anos de vida e durante a infância, sendo relacionada às relações iniciais que uma criança tem com as pessoas, especialmente com os seus familiares.

A Afetividade está presente em todos os setores de nossa vida. Ninguém tem uma vida saudável sem afetividade. Um acolhimento, amor, carinho, respeito e atenção, tudo isso está envolvido.

O problema é quando se acredita que isso só será possível ser amado se o outro, e somente ele, me oferecer afeto, ou seja, eu deposito no outro esta responsabilidade de me completar. Ser dependente emocionalmente, acaba gerando cobranças excessiva em relação a outras pessoas.

Os relacionamentos abusivos são os campeões de exemplos de dependência emocional. O homem ou a mulher, não consegue imaginar uma vida sem aquele parceira, por isso se submete aos mais variados tipos de comportamentos.  .

Os excessos de afeto também podem causar essa dependência. Por exemplo, uma criança que cresceu sem experimentar algum tipo de rejeição, quando se depara com essa situação na vida adulta tende a se frustrar imensamente.

Parte superior do formulário

Os principais sinais que caracterizam a carência afetiva são:

§  Cuidado em excesso: a pessoa se doa totalmente ao outro, fazendo todas as vontades dele, por medo de perder a pessoa;

§  Ciúmes incontroláveis: aqui a falta de segurança age. A pessoa “não confia em seu taco”, inconscientemente.

§  Necessidade de atenção: a pessoa faz o impossível para que seja o centro das atenções, para que ela seja vista e deixada de lado.

§  Dependência emocional: precisa do aval do outro para tudo, depende do outro para se sentir amada

§  Submissão: permite que o outro faça com ela o que quiser, sem que aja uma resposta ou imposição por parte da pessoa carente.

§  Medo e fobias: podem se desenvolver, devido a alta insegurança e medo de perder, de ficar só. De não se achar suficiente.

§  Falta de objetivos pessoais: vê sua vida baseada na vida do outro, não consegue se imaginar num futuro sem o outro

§  Inferioridade: não possui boa autoestima, está sempre achando que não é o suficiente para o outro, não consegue ver suas próprias qualidades.

A partir do momento que a pessoas se reconhece num estado de dependência e carência afetiva, ela começa um processo de reação.

A psicoterapia é uma grande aliada no trabalho de melhora dessa condição. Com ajuda profissional, a pessoa aprende seu valor, a se “resgatar”, a se encontrar.

Inicia-se um processo de auto-valorização pessoal, de buscar as qualidades em si para poder reagir contra os sentimentos que bloqueiam as condições de se libertar dessa dependência. A dependência emocional está intimamente ligada à carência porque ambas surgem da necessidade de complementar as lacunas deixadas por algum trauma no passado.

Se você está vivendo uma situação parecida, não deixe de procurar ajuda profissional.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Bruna Antunes
Sobre Bruna Antunes
Bruna Antunes, natural de Descanso, tem 32 anos, é Bacharel em Psicologia pela UNOESC de São Miguel do Oeste e graduada em Administração de Pessoas pela Uniasselvi, e atua como psicóloga do CRAS de São João do Oeste. A coluna objetiva abordar temas relacionados à psicologia de forma clara a fim de agregar conhecimentos e facilitar a interpretação dos leitores. Além disso, Bruna destaca reflexões sobre a importância e os cuidados necessários com a saúde mental.
São Miguel do Oeste - SC
Atualizado às 07h38 - Fonte: Climatempo
15°
Muitas nuvens

Mín. 15° Máx. 20°

15° Sensação
6.8 km/h Vento
96.6% Umidade do ar
80% (50mm) Chance de chuva
Amanhã (07/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 20°

Sol com muitas nuvens e chuva
Quarta (08/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 16°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias