Sexta, 07 de Agosto de 2020 09:42
(49) 99110-3040
Geral Saiba mais!

Professor de engenharia da UFSC fala sobre como prevenir danos de ciclones em construções

Os maiores danos construtivos causados pelo vento e chuva de terça-feira foram em sistemas prediais de fachadas e coberturas. O professor explica que as normatizações brasileiras preveem todas essas lesões de resistência a ventos e chuvas

03/07/2020 11h46
Por: Júnior Recalcati Fonte: NSC
Diorgenes Pandini | Diário Catarinense
Diorgenes Pandini | Diário Catarinense

Santa Catarina está em uma região que enfrenta fatores climáticos intensos como enchentes, tempestades, ciclones, ventos fortes, deslizamentos e infiltrações em terrenos. O ciclone bomba que atingiu todas as regiões do Estado na terça-feira (30) causou perda de vidas - nove pessoas morreram - e muitos estragos em edificações. 

Mas é possível minimizar bastante esse tipo de problema se as construções forem feitas dentro das normas de engenharia e materiais previstas na legislação do país. São regras definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Quem alerta para isso é o chefe do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professor Wellington Repette, que também é especialista em patologia de construções.

Segundo ele, os maiores danos construtivos causados pelo vento e chuva de terça-feira foram em sistemas prediais de fachadas e coberturas. O professor explica que as normatizações brasileiras preveem todas essas lesões de resistência a ventos e chuvas. A norma geral é a número 15.575 da ABNT, editada em 2013, que trata do desempenho de edificações. 

- Se a gente já tivesse no meio técnico e no mercado uma obediência maior a essa norma, muitos desses problemas poderiam ser minimizados. Para isso é preciso um esforço da área técnica e empresarial, inclusive das empresas que fornecem os elementos, que têm que ser produtos homologados em função do que estabelece a norma – explica o professor. 

Para a construção ser resistente a esses eventos, tanto os materiais usados quanto o sistema construtivo devem ter as qualidades exigidas nas normas. A UFSC tem um laboratório que testa qualidade de materiais de construção. Empresas podem fazer parcerias para ensaios de certificações seguindo os protocolos previstos nas normas.

No caso das partes de alvenaria, tanto edifícios quanto casas, em Santa Catarina passaram bem no teste do ciclone bomba. Apenas algumas casas tiveram danos em função dos ventos e chuvas.

Outros riscos em edificações que são frequentes no Estado e no Brasil são os deslizamentos e infiltrações. Eles merecem atenção especial porque causam perdas de vidas com frequência. Conforme Repette, a UFSC participa de mapeamentos geológicos e geotécnicos, colaborando com os esforços da Defesa Civil para análise de onde é possível ou não construir.

O ideal é que todas as casas sejam construídas com projetos de engenharia. As prefeituras poderiam fornecer esses projetos para pessoas de baixa renda. Brasília é uma cidade que oferece projetos gratuitos de casas para pessoas de baixa renda, observa o professor.  

Cabe ao poder público municipal fiscalizar as construções e até solicitar autorização para demolir quando existem irregularidades envolvendo riscos conhecidos. O ciclone bomba colocou novo desafio para o setor construtivo catarinense, como seguir com rigor as normas técnicas e fazer mais análises de riscos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Miguel do Oeste - SC
Atualizado às 09h31 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 14° Máx. 24°

20° Sensação
21.3 km/h Vento
45.3% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (08/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 24°

Sol com algumas nuvens
Domingo (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias