Quarta, 20 de Janeiro de 2021 03:18
(49) 99110-3040
Política Descartado!

“Levei uma bordoada” diz vereador mais idoso do Brasil após tentativa de reeleição na Câmara de São Miguel do Oeste

Odemar Marques iniciou as disputas ao Legislativo Municipal em 2012 onde recebeu 131 votos ficando com a suplência. Na eleição de 2016 surpreendeu ao se eleger vereador com 653 votos, a maioria deles conquistados na área central da cidade (292). Agora, em 2020, novamente surpreendeu, mas pela baixa votação conquistada. Este ano foram apenas 48 votos

26/11/2020 17h54 Atualizada há 2 meses
Por: Júnior Recalcati Fonte: Oeste em Foco
Tiarajú Goldschmitd | Câmara de Vereadores
Tiarajú Goldschmitd | Câmara de Vereadores

Em um tom aparentemente irônico, Odemar Marques (PDT), considerado o vereador mais idoso do Brasil em atividade, comentou em Sessão Ordinária os 48 votos recebidos pelo eleitorado migueloestino no dia 15 de novembro.

“Só agradecer os 48 votos que fiz em São Miguel do Oeste. Vocês estão ouvindo é? 48! Oh! É um por mês em quatro anos “hora”. Então, 48 meses, um voto a cada mês. Se as pessoas entenderam assim, não é!? O que é que eu vou fazer? O povo tem a liberdade, livre escolha, acharam que eu não servia e “vai” capinar por aí afora gente”.

Odemar Marques iniciou as disputas ao Legislativo Municipal em 2012 onde recebeu 131 votos ficando com a suplência. Na eleição de 2016 surpreendeu ao se eleger vereador com 653 votos, a maioria deles conquistados na área central da cidade (292). Agora, em 2020, novamente surpreendeu, mas pela baixa votação conquistada. Este ano foram apenas 48 votos.

“Com todo o respeito, visitei o comércio, a indústria, deixei o meu material de propaganda, não quiseram votar em mim o que é que eu vou fazer? Estou consciente que eu cumpri o meu dever. Eu fiz um trabalho gigantesco, muito grande, e quase tudo que eu pedi na Câmara o prefeito realizou. É sinal que os meus pedidos foram bons.”

O vereador lamenta ter sido excluído da Câmara, pois gosta muito da política e especialmente de São Miguel do Oeste.

“Um vereador que fez de tudo, deu de tudo que pode fazer em benefício do povo de São Miguel, do município, e levar uma bordoada dessas... Fiquei muito triste, muito aborrecido, doente... Eu até pensei que na noite da apuração eu iria embora desse mundo, mas tomei um chá e daqui e dali melhorei. Passei mal, porquê é que vou dizer que não, todos os dias de manhã eu levanto com aquele sentimento, porque eu gosto muito da política, como gosto também de São Miguel.”

O pedetista acredita que não foi reeleito devido a sua idade, pois em sua avaliação não cometeu erros para ser “tão desprezado”.

“Creio que o povo não quer saber que a pessoa passe dos 88 anos. Esse tem que morrer para não estorvar e deixar os novos viver. Se eu trabalhei, não fiz mal para ninguém e porquê é que me deram tão pouco voto? Eu tenho que ser positivo com as coisas, alguma coisa houve”.

VEREADOR ENVOLVIDO EM POLÊMICAS

Além de diversas discussões com colegas de bancada durante Sessões Ordinárias, Odemar Marques também já extrapolou os limites do uso da palavra em diversas oportunidades no Legislativo. Com temperamento forte, também chegou a discutir com um cidadão que fez uso da Tribuna da Câmara opinando sobre um projeto considerado inconstitucional proposto pelo pedetista.

O fato mais grave envolvendo o mandato do vereador é sobre um ato de corrupção passiva.

Ao todo, 28 pessoas são testemunhas na ação que também envolve o vereador Carlos Grassi (PP).

Os parlamentares foram denunciados pelo Ministério Público por corrupção passiva por utilizarem, em razão do cargo, os serviços de suas assessoras parlamentares (cargos comissionados) em atividades particulares, com isso auferindo vantagens.

Segundo o MP, além do trabalho na Câmara, os vereadores solicitaram que as assessoras prestassem trabalhos particulares, um deles em uma confecção de sua propriedade (Carlos Grassi) e outro em sua residência (Odemar Marques).

O caso também foi analisado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), entretanto, a decisão dos legisladores migueloestinos contrariam os apontamentos feitos pelo Ministério Público.

O relatório da comissão apontou que não foram encontrados elementos suficientes para a abertura de um processo de cassação contra Odemar Marques (PDT) e Carlos Grassi (PP). As principais denúncias levantadas pela Ouvidoria da Câmara no final de 2018 indicavam que Marques usava a assessora parlamentar em serviços particulares na casa dele, e que Grassi empregava a assessora em sua empresa de confecções. Os fatos não foram comprovados na CPI e a conclusão foi pelo arquivamento da denúncia.

O vereador do PDT na comissão, Vanirto Conrad, não concordou com a posição e emitiu um parecer separado. O pedetista pediu a abertura do processo de cassação contra os vereadores denunciados, mas teve seu relatório individual rejeitado.

O presidente da CPI, Vagner Passos, afirmou em entrevista que faltavam provas robustas para a abertura de um processo de cassação dos vereadores. Ele disse que a CPI ouviu mais de 30 pessoas e que os depoimentos não confirmaram nenhum tipo de irregularidade na relação dos vereadores com os assessores. Passos afirmou que o trabalho da comissão foi imparcial, sem nenhum tipo de proteção ou favorecimento para os vereadores investigados.

Segundo a 4ª Promotoria de Justiça de São Miguel do Oeste, a assessora de Odemar Marques prestava serviços diversos na casa dele no turno inverso ao da Câmara de Vereadores e recebia apenas a remuneração do Legislativo. No caso de Carlos Grassi, o MP cita na ação que sua assessora prestava serviços na Câmara e também na empresa do vereador.

O caso segue tramitando na Justiça.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Miguel do Oeste - SC

São Miguel do Oeste - Santa Catarina

Sobre o município
Considerada a capital do Extremo-Oeste catarinense, distante cerca de 655 km da capital e 130 km de Chapecó, possui cerca de 40 mil habitantes. Esta é a maior cidade catarinense próximo à fronteira com a Argentina, polarizando importantes órgãos e instituições de saúde, educação, etc. É muito utilizada como ponto de parada de turistas argentinos, paraguaios e chilenos que visitam as praias catarinenses ou por brasileiros a caminho das Cataratas do Iguaçu.
São Miguel do Oeste - SC
Atualizado às 03h02 - Fonte: Climatempo
19°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 23°

19° Sensação
23.6 km/h Vento
92.1% Umidade do ar
83% (30mm) Chance de chuva
Amanhã (21/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (22/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias