Sexta, 26 de Fevereiro de 2021 00:24
(49) 99110-3040
Saúde Chapecó

Índice de internações graves cresce em hospital de Chapecó

Crescimento impactou no tempo em que os pacientes permaneceram internados no HRO; também houve aumento no número de exames laboratoriais realizados em 2020

23/01/2021 21h15
Por: Maico Zanotelli Fonte: ND+
Reprodução
Reprodução

A gravidade dos casos de internações no HRO (Hospital Regional do Oeste) aumentou no ano de 2020. Em comparação a 2019 houve um acréscimo de pouco mais de 10% no registro de casos graves no que diz respeito a permanência dos pacientes na instituição hospitalar. O hospital, localizado em Chapecó é o maior da região Oeste de Santa Catarina. 

No que diz respeito aos números de exames laboratoriais o aumento é ainda mais alarmante. Subiu de 484,9 mil para 596,4 mil. Um avanço de 22,99%.

Em contrapartida, houve queda em cinco dos principais indicadores apurados durante o ano de 2020, em comparação a 2019. As reduções foram registradas nas internações gerais (-13.28%), internações SUS (-9,18%), atendimentos ambulatoriais (-16,35%), cirurgias (-22,43%) e diagnósticos por vídeos e imagens (-4,87%).

Segundo a administração do HRO, embora tenha reduzido o número de internações, aumentou o tempo que esses pacientes necessitaram ficar internados, impactando nos setores de lavanderia e refeições, por exemplo.

Setores de lavanderia e refeição foram impactados

Pelo menos três indicadores sustentam a conclusão: o volume de roupa lavada, de 1 milhão de quilos em 2019 passou para 1,1 milhão em 2020, um salto de cerca de 10%. O mesmo ocorreu com o número de refeições, que passou de 717,7 mil para 786,2 mil no mesmo período, aumento de cerca de 10%.

O relatório com os números da produção foi apresentado durante reunião do Conselho Delegado de Administração e da Diretoria Executiva realizada no início do mês, convocada pelo Presidente do Conselho Delegado de Administração da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, Gelson Dalla Costa.

O balanço geral da produção do HRO expõem os quantitativos de internações SUS, atendimentos ambulatoriais (SUS e convênios), sessões de tratamento oncológico, cirurgias, exames laboratoriais, serviços de diagnóstico por imagem e por vídeo, roupa lavada e refeições servidas.

Média mensal de internações pelo SUS

Os números são exponenciais. O total de internações pelo SUS chegou a 17.004, média mensal de 1.417. Foram 9.698 internações de Chapecó e outras 7.306 de outros municípios.

Já os atendimentos ambulatoriais (Pronto Socorro, Ortopedia, Oncologia, Neurologia, Radioterapia, Gestação de Alto Risco e Cirurgia Geral) somaram 110.224, das quais 60.502 mil foram Chapecó e 49.742 de outros municípios.

Em termos percentuais, esses números representam 97% SUS e os restantes 3% por meio de outros convênios. Esses indicadores colocam o HRO muito acima dos 60% de atendimentos SUS recomendado às instituições filantrópicas, reforçando o comprometimento da Administração com a filantropia.

Tratamento oncológico

Em relação ao tratamento oncológico foram registradas 38.924 sessões, média de 3.244 mensais. Conforme o hospital, neste setor não houve interrupção nos atendimentos e as variações se mantiveram nos limites esperados.

Quanto às cirurgias, foram contabilizadas 11.031 (71% SUS e 29% de convênios). Também foram realizados 596.476 exames laboratoriais e 115.038 exames por imagem e por vídeo. Os outros últimos números do relatório também são expressivos: 1.194.841 quilos de roupa lavada e 786.221 refeições servidas.

Suspensão dos procedimentos eletivos

Segundo o diretor-geral do HRO, Osmar Arcanjo de Oliveira, as cirurgias foram reduzidas com a suspensão dos procedimentos eletivos e no Centro Cirúrgico aumentou o percentual de atendimentos SUS, “principalmente em função do aumento das urgências e emergências em detrimento das eletivas”.

Além disso, “o agravamento dos casos clínicos e da complexidade da Covid-19 provocou um significativo aumento dos exames laboratoriais e impactou no total de refeições servidas e de roupas lavadas”.

Para Ingon Luiz Rodrigues, vice-presidente do Conselho Delegado de Administração, e o presidente da Diretoria Executiva, Rogério Getúlio Delatorre, o aumento nos indicadores de permanência na instituição é preocupante. Em meados de março, quando deve ser divulgado o balanço financeiro, será possível avaliar o impacto nas contas anuais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Miguel do Oeste - SC
Atualizado às 00h11 - Fonte: Climatempo
22°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 31°

22° Sensação
3 km/h Vento
72% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Domingo (28/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias