Quarta, 03 de Março de 2021 14:31
(49) 99110-3040
Saúde Pandemia!

Farmácia em Florianópolis vende remédio contra vermes como

Medicamento está exposto no estabelecimento com cartaz que sugere a eficácia da droga

24/01/2021 11h28 Atualizada há 1 mês
Por: Júnior Recalcati Fonte: Hora de SC
Hora de SC
Hora de SC

“Aqui tem Nitazoxanida”, é o que destacam as letras garrafais na prateleira de uma farmácia no Estreito, em Florianópolis. A curta frase seria irrelevante não fosse o complemento que aparece logo abaixo: “o tratamento precoce comprovado para Covid-19”. No balcão de atendimento do estabelecimento e ao lado de uma prateleira onde há vitaminas e remédios para vermes, o adesivo nas cores verde e amarelo chama a atenção de quem aguarda por atendimento.

— É remédio para vermes. Ele está sendo usado como profilático para Covid. Não tem nada comprovado. Na verdade, eles [laboratório] colocaram ali [no adesivo] como comprovado, mas não tem remédio para a covid. Tem para amenizar os sintomas, mas tem muita gente usando — explica a atendente, que mesmo após admitir a ineficácia do medicamento, diz recomendá-lo para quem chega à farmácia em busca de “amenizadores” da doença. 

O medicamento descrito na propaganda é um vermicida também com ação antiviral e foi testado em laboratórios logo após o início da pandemia. Na época, os ensaios apresentaram resultados satisfatórios no Brasil, o que motivou o governo federal a administrar o antiparasitário, em fase de teste, em pessoas infectadas pelo vírus. Acontece que, logo após iniciado o uso da medicação, não houve evidências ou indicações consistentes sobre a eficácia do remédio contra o coronavírus. 

Presidente da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar) e ex-presidente do Conselho Nacional de Saúde, Ronald Ferreira dos Santos explica que, como uma parcela importante dos contaminados se apresentou assintomático durante os estudos desenvolvidos, se criou uma narrativa sem base científica e “um mito” sobre a sua eficácia:

— Na verdade, a utilização deste medicamento chega a ser uma ação criminosa. Um estelionato. Uma prática que precisa ser condenada. ​

Desde que a doença foi identificada no Brasil, outros medicamentos como cloroquina e ivermectina foram analisados e até mesmo indicados pelo governo federal como ‘tratamento precoce’ contra covid-19. No entanto, segundo cientistas, entidades médicas e autoridades sanitárias de todo o mundo, ainda não há um remédio capaz de conter a infecção. A agência regulatória norte-americana (FDA), inclusive, chegou a elencar uma lista de remédios sem eficácia comprovada no tratamento contra covid-19. A relação divulgada, segundo publicação da CNN Brasil, inclui os vermífugos. 

No dia 19 de janeiro, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) também encaminhou um ofício ao Ministério da Saúde com pedido de revogação para qualquer instrumento, seja ele nota técnica, nota informativa, orientações, protocolos ou ofícios, que incentive o uso de medicamentos para covid-19, sem eficácia e seguranças comprovadas e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo Santos, a Federação Nacional dos Farmacêuticos também cobra, através de ações judiciais, a retirada de protocolos que indiquem esses medicamentos.

— É fundamental compreender que nenhum medicamento é milagroso. Ele (o medicamento), foi elaborado para um fim específico. Há muita ciência envolvida nisso - salienta o presidente da Fenafar.

Propagandas enganosas devem ser denunciadas

Segundo o presidente da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), Ronald Ferreira dos Santos, qualquer farmácia de Santa Catarina que esteja anunciando medicamentos eficazes contra o coronavírus deve ser denunciada, porque se trata de uma propaganda enganosa:

— A gente da Federação e do sindicato dos farmacêuticos de Santa Catarina, conclama a sociedade a denunciar no Conselho Regional de Farmácia, no Procon e no Ministério Público quando encontrar farmácias que anunciem esses medicamentos como eficazes para covid, porque é charlatanismo, propaganda enganosa. É, sim, responsabilidade dos farmacêuticos e dos estabelecimentos serem aliados e andarem de mãos dadas de modo que não possa se separar da ciência.

Contraponto 

A reportagem procurou a farmácia na noite deste sexta-feira (22). Por telefone, o atendente disse que apenas o gerente pode falar a respeito da propaganda que envolve o remédio que supostamente previne a Covid-19, porém ele não estava no local.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Miguel do Oeste - SC
Atualizado às 14h13 - Fonte: Climatempo
26°
Muitas nuvens

Mín. 20° Máx. 26°

27° Sensação
15.1 km/h Vento
57% Umidade do ar
90% (30mm) Chance de chuva
Amanhã (04/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (05/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 24°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias