Campanha Investimentos Prefeitura SMO
Gangorra!

Preço da gasolina cai e chega a R$ 3,75 o litro em Florianópolis

Gasolina na Grande Florianópolis, segundo a ANP, está com preços médios entre R$ 4,07 e R$ 4,08.

12/12/2018 01h52
Por: Júnior Recalcati
Fonte: G1
Reprodução
Reprodução

Os motoristas têm visto uma "gangorra" nas bombas de combustíveis há mais de dois anos, quando a Petrobras adotou a política de reajustar os preços de acordo com o mercado - principalmente com o valor do barril do petróleo e do dólar. Mas, desta vez, a notícia é boa: o preço da gasolina caiu, em especial na Grande Florianópolis.

O último relatório da Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostra o litro de gasolina em Biguaçu a R$ 4,07, em média. Em Palhoça, São José e Florianópolis, sai a R$ 4,08. A capital catarinense é a segunda mais em conta do país. Perde para Macapá (AP), R$ 3,91.

“A concorrência faz com que os postos pratiquem preços mais atraentes pra atrair os consumidores”, disse Lurran Nascimento de Souza, presidente do Sindicato dos Postos de Florianópolis.

Para quem passa o dia atendendo passageiros pelo aplicativo dá uma bela economia. “Na base de 120, 150 pila por semana”, disse o motorista Charles Rodrigues.

Quando o personal trainer Adalberto de Andrade, que vive viajando entre o Oeste e a Grande Florianópolis, precisa abastecer, ele não tem dúvida. “Muito mais a pena na Ilha”.

Postos

Em um dos estabelecimentos, no Centro de Florianópolis, a clientela está fazendo fila pra pagar R$ 3,75 a gasolina comum.

A administradora Vanessa Barbosa veio do interior de São Paulo para passar um mês rodando com o carro no local. “Só vou abastecer nesse posto...é o que está valendo mais a pena na região”.

No Norte da Ilha, tem posto vendendo o combustível a R$ 4,09. Um deles na beira da SC-401. A gasolina que chegando a outro estabelecimento, perto dali, em Jurerê Internacional, custa dez centavos mais cara: R$ 4,19.

Aumento

A Petrobrás já subiu em três centavos o valor do litro para as distribuidoras, no início deste mês. Por isso ainda não deu tempo do reajuste chegar às bombas. Mas é bom se preparar. Nos próximos dias, deve vir uma alta nos preços.

"A gente acredita que o preço deve ficar estabilizado até final de dezembro e início de janeiro ter uma leve subida. 00 02 20 A gente acredita que de dez a vinte centavos deve subir no início do ano, não de uma vez só, mas sim aumentos sequenciais”, disse Lurran.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários