Sábado, 19 de janeiro de 2019
(49) 98895-5546
Saúde

11/01/2019 às 19h37

Carine Taís

São Miguel do Oeste / SC

Vice-governadora participa de doação de sangue coletiva organizada pelo Corpo de Bombeiros Militar
Nessa época do ano o estoque de sangue diminui por conta de férias, feriados e dias mais quentes
Vice-governadora participa de doação de sangue coletiva organizada pelo Corpo de Bombeiros Militar

No verão, os estoques de sangue do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina ficam abaixo do normal por conta de férias, feriados e dias mais quentes. Para evitar que essa situação se agrave, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina tomou a iniciativa de criar o “dia D” de doação de sangue em todo o estado, uma ação informal que contou com a vice-governadora Daniela Reinehr e cerca de 20 bombeiros ao Hemosc de Florianópolis nesta quarta-feira, 9, para uma coleta coletiva.


Daniela, que já é doadora e tem doadores frequentes na família, agradeceu a ação dos bombeiros e repassou a convocação para a população. “Eu fiquei muito feliz com o convite e aproveito a oportunidade para conclamar a sociedade catarinense para que vá ao Hemosc. São só alguns minutinhos do tempo de vocês, tragam um documento com foto, venham bem alimentados e é importante que estejam se sentindo bem de saúde. Colaborem, a exemplo do que o Corpo de Bombeiros está fazendo. Eu também procurei vir aqui doar, para servir de exemplo para a população, porque é isso que a gente tem que fazer. Os exemplos arrastam, então participem porque é muito importante”, afirmou.


Para a diretora-geral da hemorrede de Santa Catarina, a médica hematologista e hemoterapeuta Denise Linhares Gerent, esta iniciativa do Corpo de Bombeiros e da vice-governadora é de grande valia. "Todas as ações que coloquem no consciente das pessoas a importância da doação de sangue, e que chame a atenção para o ato, nos auxilia muito, uma vez que a população catarinense acaba respondendo e é importante lembrar que a doação não se faz em um único dia, nós precisamos para manter os estoques constantes, com doações que aconteçam regularmente”, explica.


Salvar vidas de todas as maneiras


Além do ato em Florianópolis, cadetes, oficiais e comunitários de todo o estado foram a hemocentros em diversas cidades para realizar a doação. “O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina é parceiro do Hemosc durante o ano inteiro. Embora estejamos envolvidos na operação veraneio, com salvamentos aquáticos e todo o aparato preparado para o turista e para a população, nós também podemos salvar vidas de outra maneira, e esta é uma ação para conscientizar todos a doarem sangue, sejam bombeiros ou não”, reforçou o tenente Ian Triska, Chefe da Comunicação Social do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.


A vice-governadora relembrou que este ato simples salva muitas vidas: “Sempre costumo dizer: feliz de quem pode doar, nós temos que pensar que existem pessoas nos hospitais, esperando por esta doação”, complementou.


Sobre a doação de sangue


A doação de sangue é uma ação 100% segura. O doador está totalmente protegido, uma vez que não há contato com nenhum tipo de sangue e nem material utilizado por outros doadores. As agulhas e recipientes são descartáveis e manipulados por uma equipe de profissionais altamente especializada. Para doar é preciso ter idade entre 16 e 69 anos, pesar acima de 50 quilos, estar bem alimentado, saudável e apresentar documento emitido por órgão oficial com foto.


O candidato a doador passará por uma triagem clínica com entrevista sigilosa, na qual é fundamental contar sobre problemas de saúde. É necessário dizer a verdade para que a doação não prejudique o doador ou as pessoas que receberão o sangue.


São retirados apenas 450 ml, e todo o sangue é separado em diferentes componentes, como hemácias, plaquetas, plasma e outros, podendo beneficiar mais de um paciente com apenas uma bolsa coletada. Esses componentes são distribuídos para atender às solicitações médicas.


Periodicidade


Para realizar a doação regular, os homens podem doar em um intervalo de dois meses, não ultrapassando quatro doações por ano. Já as mulheres podem doar em intervalo de três meses, não ultrapassando três doações por ano. 

FONTE: Ascom

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium