Terça, 30 de Novembro de 2021
27°

Poucas nuvens

São Miguel do Oeste - SC

Mundo Facebook

Novo nome do Facebook: veja como a mudança pode afetar a imagem da empresa

O Facebook deve em breve anunciar seu novo nome.

27/10/2021 às 01h18
Por: Maico Zanotelli Fonte: Olhar Digital
Compartilhe:
NurPhoto/Getty Images
NurPhoto/Getty Images

Ao que tudo indica, a mudança foi motivada como uma tentativa de amenizar a crise de imagem que a empresa está sofrendo nos últimos anos e que foi motivada recentemente com o vazamento de documentos internos. O nome da rede social em si deve permanecer o mesmo. No entanto, o conglomerado que comanda ainda outras redes como o WhatsApp e o Instagram, deve ser renomeado.

Mas será que a mudança de nome é suficiente para aliviar a barra do Facebook com o público? Para tentar entender isso, a reportagem conversou com Patrícia Dalpra, fundadora da PD Gestão de Imagem e Carreira, empresa especializada em gestão.

Além dos vazamentos, que mostram o Facebook como uma empresa que coloca o lucro à frente da segurança dos usuários, a gigante ainda enfrenta um grande processo nos Estados Unidos por monopólio. A companhia é acusada de prejudicar a concorrência ao manter o controle de algumas das maiores redes sociais do mundo.

Segundo Dalpra, a mudança de marca por si só não é suficiente para resolver os problemas da reputação do Facebook, ela precisa vir acompanhada de outras medidas para surtir efeito. “Uma mudança de marca precisa vir seguida de uma série de estudos e ações que vão além do nome, principalmente quando falamos de uma marca que tem forte rejeição com relação ao seu comportamento e à sua reputação”, explicou.

Mais importante do que o novo nome, é preciso que o Facebook também adote mudanças em sua forma de trabalhar e agir, para que o público entenda que a alteração vai além da nomenclatura. “A reputação precisará ser restaurada na nova etapa da marca. Ter um alinhamento e, principalmente, uma conexão com seu publico alvo. Conexão esta que o Facebook não conseguiu alinhar com um público extremamente importante para o seu segmento de atuação”, completou.

A especialista explica que são dois processos diferentes, mas que precisam andar lado a lado. Rebranding é uma mudança de identidade e o reposicionamento é uma mudança de promessa da marca em geral. “O Rebranding lida com fatores externos da marca, enquanto o reposicionamento lida com os fatores internos. Dentro desse contexto, vejo como dois caminhos muito pertinentes para o Facebook”, disse.

Para essa mudança, alguns riscos são necessários. Primeiro é a reputação da empresa, o Facebook construiu uma marca durante todos esses anos e, apesar da crise, o nome da empresa é muito forte e perder isso pode não ser a melhor ideia. Nesse sentido, como a alteração não será na rede social, esse efeito pode ser reduzido.

Qual deve ser o novo nome do Facebook?

Apesar de ainda não haver um consenso sobre o novo nome do Facebook, o termo “metaverso” está presente nas discussões internas da empresa relacionadas ao tema. Isso vai de acordo com a hipótese levantada por um ex-funcionário da companhia, que disse que a palavra “Meta” pode representar a nova nomenclatura.

No início deste ano, o Facebook formou uma equipe dedicada a construir um metaverso e, apenas alguns dias atrás, falou sobre abrir 10 mil vagas para pessoas “altamente qualificadas” em toda a União Europeia nos próximos cinco anos, com o objetivo de focar em suas experiências de realidade virtual aumentada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias