Oeste em Foco - Facebook
São Miguel do Oeste

Câmara presta homenagem pelos 60 anos de fundação do Colégio Jesus Maria José

Sessão também teve aprovação de um projeto de lei e apresentação de indicações legislativas

18/04/2019 11h08
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | Ascom
Tiarajú Goldschmitd | Câmara de Vereadores
Tiarajú Goldschmitd | Câmara de Vereadores

Os vereadores de São Miguel do Oeste homenagearam na última terça-feira (16) o Colégio Jesus Maria José pelos 60 anos de fundação em São Miguel do Oeste, comemorados em 6 de fevereiro. A moção de aplauso, de autoria de todos os vereadores, destaca que as irmãs do Instituto Jesus Maria José chegaram à Vila Oeste no ano de 1950, a pedido do então pároco Padre Aurélio Canzi, com a finalidade de dirigir o Hospital Sagrado Coração de Jesus. A partir de 1959, elas passaram a atuar no setor educacional e continuam marcando sua presença nessa atividade até os dias atuais.

“Neste ano de 2019 o JMJ completa 60 anos de trabalhos prestados a esta comunidade. O Instituto está representado em nove países do mundo atendendo escolas, pastoral comunitária e obras sociais”, ressaltam os vereadores, lembrando que a instituição atende da educação infantil ao 3º ano do ensino médio e possui atualmente em torno de 400 alunos.

Entre os projetos desenvolvidos pelo JMJ estão a coleta de materiais recicláveis, entregues pelos alunos na 2ª feira e recolhidos pelo projeto Sorria São Miguel; a reciclagem do óleo de cozinha, recolhido por uma empresa que transforma em novo produto, a ração para animais; além de projetos recreativos como escolinha de futsal e balé.

“O Colégio JMJ proporciona um atendimento de qualidade, com material atualizado, promovendo a formação de um ser humano mais completo, pronto para atender a necessidades da sociedade atual”, acrescentam os vereadores. A diretora do Colégio, Irmã Delinda Cavalli, apresentou um breve histórico da instituição e homenageou aqueles que atuaram e atuam no Jesus Maria José.

PROJETO E INDICAÇÕES

Na sessão desta terça os vereadores aprovaram um projeto de lei e apresentaram indicações. Foi aprovado em primeiro turno o Projeto de Lei 32/2019, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o Município de São Miguel do Oeste a permutar lote urbano com Julio Cesar Zanatta e sua esposa Marinez Zanatta. O lote permutado, de propriedade do Município, tem área de 312,62 metros quadrados, e será permutado por outro com área de 502,59 metros quadrados, de propriedade de Julio Cesar Zanatta e sua esposa Marinez Zanatta, já absorvido pelo prolongamento da Ria Willy Barth, no Bairro São Sebastião.

Elias Araújo (PSD) apresentou indicação solicitando à Administração Municipal que implante uma lombada ou lombofaixa na Travessa Javari, nos fundos do Cemitério Municipal. Conforme Elias, o pedido veio dos moradores desta rua, que apontam o aumento significativo no fluxo do tráfego de veículos no local. “Preocupados com a segurança, os moradores pediram maior atenção e providências das autoridades competentes”, ressalta Elias. A indicação será enviada ao presidente do Cotrasmo e à secretária de Urbanismo.

José Giovenardi (PR) indica à Administração Municipal que sinalize e pinte as faixas de acesso à empresa Sul Valle/BRF/JBS, na Rodovia Leolino João Baldissera, na Linha Cruzinhas. O pedido será enviado ao prefeito, à secretária de Planejamento e Urbanismo e ao diretor do Departamento Municipal de Trânsito.

Cássio da Silva (MDB) solicita ao Dnit que estude a viabilidade de estender a rede e implantar iluminação pública nos seguintes trechos: no trecho da Rua Luiz de Camões com a BR-282 (a partir da Marmoraria Santa Maria), localizado próximo à Linha Limeira, saída para Linha Canela Gaúcha; e ao longo da BR-282, no trajeto entre os entroncamentos da SC-163 (saída para Guaraciaba) com a Rua Luiz de Camões (Linha Limeira).

Conforme o vereador, há um grande fluxo de pessoas que transitam nesse local para a prática de caminhadas, corridas e ciclismo. “O respectivo trecho da BR-282 está com uma ótima sinalização viária, inclusive no trevo das proximidades da Linha Limeira, apenas há carência no que diz respeito à iluminação pública”, justifica Cássio. O pedido será enviado ao superintendente do Dnit em Santa Catarina, Ronaldo Carioni Barbosa, e ao supervisor da Superintendência Regional do Dnit em Chapecó, Diego Fernando da Silva.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários