Domingo, 23 de Janeiro de 2022
27°

Poucas nuvens

São Miguel do Oeste - SC

Saúde Coluna Bruna Antunes

Drogas: o trabalho da psicologia e a redução de danos

Confira a coluna da psicóloga, Bruna Antunes, desta semana

13/01/2022 às 13h42 Atualizada em 13/01/2022 às 15h28
Por: Bruna Antunes Fonte: Oeste em Foco
Compartilhe:
Oeste em Foco
Oeste em Foco

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define drogas como:

“qualquer substância não produzida pelo organismo, que tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento”. Essa definição inclui as substâncias ilegais, assim como aquelas que podemos comprar na farmácia (como calmantes), em supermercados (como café, álcool), ou mesmo na banca da esquina (onde encontramos o cigarro). 

As drogas definidas como psicotrópicas ou substâncias psicoativas são aquelas que alteram o funcionamento do cérebro e provocam modificações no estado mental, na maneira de sentir, de pensar e de agir.

Quando o organismo se acostuma com o uso contínuo, é possível que a(o) usuária(o) passe a vivenciar situações específicas como: 

1)Tolerância: o organismo passa a exigir doses maiores para conseguir os mesmos efeitos.

2) Abstinência: a ausência da substância no organismo provoca sintomas físicos e/ou psicológicos.

3) Fissura: acostumada a viver sob os efeitos da droga, a pessoa sente uma grande vontade de usá-la com frequência.

Há várias formas de lidar com o uso problemático ou abusivo das drogas, respeitando a ideia de que a(o) usuária(o) e sua família precisam de apoio e cuidados. A psicologia entende a pessoa de forma integral e atua para a promoção e garantia de direitos. Há várias perspectivas para abordar o tema. Iremos aprofundar aqui a da redução de danos. Mas há outras, tais como a abstinência total. 

A redução de danos é uma estratégia de cuidado para minimizar as consequências do consumo de drogas, do ponto de vista da saúde, e dos seus aspectos sociais e econômicos. É delicado dar exemplos sobre as aplicações da redução de danos, pois cada caso é muito particular. Elencamos alguns para oferecer uma noção, ainda que superficial, de orientações ou procedimentos mais comuns na Redução de danos como: não compartilhar materiais para o consumo, como seringas, canudos, cachimbo; se alimentar antes de consumir bebidas alcoólicas e intercalar, durante o consumo, bebidas não alcóolicas, evitar, sob efeito de alguma substância psicoativa, atividades que exijam concentração, como estudar ou realizar provas, e/ou que coloquem em risco a sua vida ou de outras pessoas, como dirigir ou manipular máquinas.

No olhar da Redução de Danos cada um é encorajado a ser agente de sua melhora. Para isso, participação, cidadania e protagonismo são fundamentais, liberdade de escolha, autonomia e autocuidado fazem parte do processo, inclusive na hora de procurar ajuda, a pessoa é vista de forma integral, em suas diferentes dimensões: física (seu corpo), social (trabalho, comunidade, amigas(os)), familiar (mães e pais, irmãs(ãos), tias(os), responsáveis, filhas(os), cônjuge), psicológica, cada indivíduo tem direito a acessar as políticas públicas, sem distinção de classe, cor, credo ou orientação sexual, ações e serviços existem para a promoção, proteção e recuperação voltados às(aos) usuárias(os) de drogas e suas famílias,

A(O) profissional que trabalha com escuta e dialoga com a(o) usuária(o) e sem recorrer a julgamentos morais considera a(o) usuária(o) como “sujeito” de direitos e não como “criminosa(o)” ou “culpada(o)” busca garantir seu acesso às políticas públicas (saúde, educação, cultura, trabalho, etc.) de modo integral procura acolher e avaliar cada situação junto com (a)o usuária(o), estimulando sua participação e seu engajamento não exclui a abstinência, apenas não a considera a única possibilidade.

 Pode recomendar o uso protegido, a diminuição do uso ou a substituição por substâncias que causem menos danos o formato de tratamento surge após algumas tentativas e envolve a participação da(o) usuária(o), da família e da equipe de profissionais responsável lida com as singularidades de cada uma(um).

Obrigatoriamente, para a droga fazer efeito, é necessário engolir, inalar, injetar, pois seus efeitos são fruto de reações químicas realizadas pelo corpo. Cada substância provoca diferentes reações. Mas é possível saber como algumas interferem no comportamento. Pode acontecer de determinada substância provocar sensações desagradáveis, diferentes do que está acostumada(o). Isso depende do seu estado emocional ou como você está sentindo naquele momento. Essa situação é conhecida como “bad trip”. Vejamos a seguir:

a) Bebida, destilada ou fermentada, que contém álcool etílico: no Brasil, é o principal problema de saúde pública e tem relação direta com a violência doméstica e acidentes de carro. As(Os) usuárias(os) de álcool são os que mais morrem devido ao uso.

b) Ecstasy: Ou “bala”, é uma droga sintética, criada para reduzir o apetite. É um forte símbolo das festas “raves” e ficou conhecida como “a droga do amor”. 

c) Anabolizantes: Substituto sintético da testosterona. Tem uso clínico, mas é usado ilegalmente para aumentar os músculos e melhorar o desempenho, o que pode acarretar problemas à saúde. 

d) Os inalantes: estão presentes nas tintas acrílicas, sprays, corretores de tinta, nos combustíveis, colas, solventes e removedores. Esses produtos, quando misturados ao álcool, têm um alto risco de provocarem overdose.

e) Inalantes (lança-perfume, cheirinho da loló, cola de sapateiro): São sedativos e provocam tonturas e relaxamento da musculatura corporal. O uso por longos períodos pode trazer lesões permanentes para o cérebro. 

f) Tabaco: Alguns estudos apontam que é uma das drogas mais fáceis de causar dependência e mais difíceis de se livrar. Cerca de um bilhão de pessoas no mundo usam tabaco e mais de quatro milhões morrem prematuramente por conta dessa substância. 

g) Cogumelos: O efeito é semelhante ao LSD. Há quatro gêneros capazes de produzir viagens alucinógenas e a ingestão errônea pode causar intoxicações graves ou morte. Cuidado, pois o ambiente influencia nos efeitos provocados.

h) Ayahuasca: É uma substância utilizada por povos da região amazônica para curar o corpo, mente e espírito. Ficou conhecida graças ao Santo Daime e, no Brasil, seu uso é autorizado apenas no contexto religioso. 

i) GHB: Também conhecida como “Boa Noite Cinderela”. Em grandes quantidades apaga a vítima e prejudica sua memória. Sem cheiro, cor e gosto, é misturado em água ou bebidas diversas sem ser percebido. 

j) Cocaína: Provoca a sensação de prazer, euforia e agitação e reduz a sensação de cansaço, fome e sono. Por ser um pó, pode ser facilmente misturada a outras substâncias. 

k) Crack: É feito pela mistura da pasta de cocaína com outras substâncias, para ser fumada. Provoca euforia e seus efeitos não duram mais do que 10 minutos. Possui um alto poder de provocar dependência e compulsão. 

l) Tranquilizantes ou calmantes: são encontrados como comprimidos ou líquidos e têm alto potencial de dependência. Acalmam e aliviam as tensões e a ansiedade. 

m) Anfetaminas: São drogas estimulantes sintéticas com alto uso recreativo. Conhecido como “rebite” por motoristas e “bola” por estudantes que consomem para não dormir. Utilizado em dietas como poderoso inibidor de apetite.

n) Maconha: É uma planta com importantes atributos e que já foi utilizada de muitas formas ao longo da história. Como droga, é a terceira mais consumida no mundo, atrás do álcool e do cigarro, e é alvo de fortes polêmicas devido ao período de transição sobre sua legalidade e seus usos. 

Uma situação de dependência acontece por várias razões, muitas vezes difíceis de identificar. Nela, é estabelecida uma relação de necessidade da substância e as escolhas do indivíduo passam a considerar essa dependência. Geralmente, a situação é muito diferente para quem faz o uso abusivo e para quem vê (observa). Por isso, não cabe a ninguém julgar ou qualificar.

A psicologia oferece alguns serviços específicos como: psicoterapia individual, em grupo, familiar. Há também serviços oferecidos em clínicas universitárias, privadas ou nos próprios serviços públicos. Não há uma rota fechada para o tratamento. Existem outras alternativas capazes de auxiliar a/o usuária(o) nesse processo, como grupos de apoio, orientação espiritual, movimentos sociais, grupos de família, atividades culturais, esportivas e de lazer. 

A Rede de Atendimento em Saúde e Assistência Social é composta por diferentes estruturas de apoio, onde a pessoa pode procurar ajuda:  Conheça algumas: A Unidade Básica de Saúde (UBS) é sempre uma importante referência. Procure a mais próxima. Os CRAS e CREAS (Centros de Referência em Assistência Social) são responsáveis pela proteção social e dão suporte em situações de vulnerabilidade, violência e violação de direitos, Os CAPS AD (Álcool e Drogas) atendem pessoas de todas as faixas etárias que apresentam sofrimento psíquico decorrente do uso de crack, álcool e outras drogas e no âmbito privado também existem diversos serviços destinados a cuidar de quem acredita que tem problemas com as drogas.

Fonte de pesquisa: Série ComuniCação PoPular CrP SP VI. A psicologia no contexto do álcool e outras drogas;                 https://www.crpsp.org/impresso/index?categoria=5 -

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bruna Antunes
Bruna Antunes
Sobre Bruna Antunes, natural de Descanso, tem 32 anos, é Bacharel em Psicologia pela UNOESC de São Miguel do Oeste e graduada em Administração de Pessoas pela Uniasselvi, e atua como psicóloga do CRAS de São João do Oeste. A coluna objetiva abordar temas relacionados à psicologia de forma clara a fim de agregar conhecimentos e facilitar a interpretação dos leitores. Além disso, Bruna destaca reflexões sobre a importância e os cuidados necessários com a saúde mental.
São Miguel do Oeste - SC Atualizado às 22h04 - Fonte: ClimaTempo
27°
Poucas nuvens

Mín. 24° Máx. 37°

Seg 36°C 22°C
Ter 36°C 22°C
Qua 34°C 22°C
Qui 33°C 23°C
Sex 31°C 22°C
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias