Facig 2019
Tropeço!

Chapecoense perde para o Goiás

Pênaltis e expulsão de Bruno Pacheco atrapalharam desempenho do time catarinense

10/06/2019 22h08
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Correio do Povo
Heber Gomes
Heber Gomes

Com dois gols sofridos de pênalti e com um jogador a menos desde os 19 minutos do segundo tempo a Chapecoense foi derrotada por 2 a 1 para o Goiás, no Serra Dourada, nesta segunda-feira (10). Com o resultado o Verdão fica na 13ª posição no Campeonato Brasileiro, com sete pontos, um a mais do que o CSA, primeiro na zona de rebaixamento.

O jogo marcava o encontro do ex-técnico do Goiás, Ney Franco, com o ex-técnico da Chapecoense, Claudinei Oliveira. Ou seja, ambos conheciam muito bem o adversário. E conforme o técnico da Chapecoense, Ney Franco já havia alertado, o Goiás começou levando perigo com o atacante Michael. Na primeira finalização ele chutou para fora e, na segunda, Tiepo, bem colocado, fez a defesa. 

A partida seguia equilibrada até que aos 31 minutos, Márcio Araújo disputou a bola com Leo Sena dentro da área. A bola saiu e o árbitro havia dado tiro de meta. Mas voltou atrás após análise da equipe do VAR. A dúvida persistiu e ele foi assistir o vídeo do lance. Depois de cerca de quatro minutos ele deu pênalti. Kayke cobrou e colocou o Goiás em vantagem: 1 a 0.

Mas a Chapecoense conseguiu o empate ainda no primeiro tempo. Camilo, que fez seu primeiro jogo como titular, fez boa cobrança de falta, na cabeça de Rafael Pereira, que empatou a partida: 1 a 1.

- Nitidamente não foi pênalti. A arbitragem teve uma dúvida grande para marcar. Mas graças a Deus empatamos num lance de bola parada que treinamos bastante – disse Rafael Pereira, no intervalo da partida.

No segundo tempo Michael continuou levando perigo para a defesa da Chapecoense. Primeiro chutou para fora. Depois deu uma arrancada pelo meio, passou por quatro adversários e a bola sobrou livre, para Giovani Augusto, que driblou Tiepo, chutou mas Gum salvou. No rebote Geovane chutou e Tiepo fez a defesa.

Aos 19 minutos Michael foi atingido por Bruno Pacheco, que acabou expulso, sem nem ter levado cartão amarelo.

Mesmo com um jogador a menos a Chapecoense teve a chance de marcar com Ernandes, que recebeu livre dentro da área e o goleiro Tadeu acabou defendendo com o rosto.

Em seguida foi a vez de Tiepo impedir a finalização de Michael. Mas ele não conseguiu evitar o gol de Jeferson, em chute cruzado, aos 32 minutos do segundo tempo.

Com um a menos a Chapecoense não conseguiu reagir. E ainda levou mais um gol de pênalti, cometido por Gum e convertido por Kayke. O próximo confronto é na quinta-feira, 21h, contra o Fluminense, na Arena Condá.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS-3

Tadeu, Daniel Guedes, David Duarte (Rafael Vaz), Yago e Jeferson; Leo Sena (Yago Felipe), Giovani Augusto (Marlone) e Geovane; Michael, Kayke e Leandro Barcia. Técnico: Claudinei Oliveira.

CHAPECOENSE-1

Tiepo, Bryan (Diego Torres), Gum, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Gustavo Campanharo (Renato Kayzer); Camilo (Ernandes), Arthur Gomes e Everaldo. Técnico: Ney Franco.

Gols: Kayke (G), aos 35 minutos do primeiro tempo e aos 46 do segundo tempo, Rafael Pereira (C), aos 43 minutos do primeiro tempo.

Arbitragem: Igor Junio Benevenuto de Oliveira, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Ricardo Junio de Souza (trio de MG).

Cartões amarelos: Geovane e Leandro Barcia (G)

Cartão vermelho: Bruno Pacheco (C), aos 19 minutos do segundo tempo.

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários