Facig 2019
Investimentos!

SC receberá R$ 3,9 mi do Governo Federal para expansão da Atenção Primária

No Estado, serão credenciadas 190 novas equipes ou serviços da Atenção Primária em 46 município

07/07/2019 12h50
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | Secom
Pedro Paulo Souza | MS
Pedro Paulo Souza | MS

Santa Catarina receberá investimento de R$ 3,9 milhões do Governo Federal para expansão da cobertura de Atenção Primária à Saúde. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na abertura do 35º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), em Brasília.

No Estado, serão credenciadas 190 novas equipes ou serviços da Atenção Primária em 46 municípios. Além disso, haverá mais 106 agentes comunitários de Saúde, seis equipes de Saúde da Família, 41 equipes de Saúde Bucal, cinco polos de Academia da Saúde, dois Centros Especializados em Odontologia, 30 Laboratórios de Próteses Dentárias.

SC conta com 1.794 equipes de saúde da família em atuação. “Esse anúncio do Governo Federal vem ao encontro da estratégia de gestão adotada pelo Governo do Estado”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino. “Entendemos que essa atividade da Atenção Primária precisa ser potencializada. O objetivo é que a população perceba que o atendimento está próximo de sua residência, os serviços de saúde estão sendo entregues e suas demandas atendidas em sua plenitude”.

Os recursos começam a ser repassados aos estados e municípios a partir do momento em que as novas equipes e serviços credenciados iniciarem o atendimento à população. As contratações serão feitas pelos gestores locais.

Expansão da Saúde da Família no Brasil

Em todo o país, a expansão da cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF) terá investimento de R$ 233,7 milhões neste ano e de quase R$ 400 milhões a partir de 2020. A partir deste mês de julho, o Ministério da Saúde começa o credenciamento de mais 9.987 equipes e serviços, em 1.213 municípios brasileiros. O objetivo é ampliar e qualificar o atendimento prestado à população com mais consultas, exames e medicamentos disponíveis.

Com a iniciativa, cerca de 10 milhões de pessoas passam a ser assistidas pela Atenção Primária, principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) para garantia do acesso a cuidados fundamentais para promoção da saúde e prevenção de doenças. O objetivo é atender e resolver os problemas de saúde comuns e frequentes da população. Estima-se que seja possível resolver até 85% dos problemas de saúde da população nas Unidades de Saúde da Família.

Essa é uma das primeiras medidas adotadas pelo Ministério da Saúde, neste ano, para alcançar a meta de 50 mil equipes de Saúde da Família em funcionamento, cobrindo 70% da população brasileira até o ano de 2020.

O Programa Saúde da Família mantém equipes de saúde que atendem à população brasileira nas Unidades de Saúde da Família (USF). Cada equipe é formada por um médico, um enfermeiro, técnico de enfermagem, dentista e agente comunitário de saúde e de combate às endemias. A Equipe de Saúde da Família está ligada à Unidade de Saúde da Família local. São 43 mil equipes de Saúde da Família no país responsáveis pelo atendimento a cerca de 63% da população.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários