Facig 2019
Economia!

Exportações catarinenses crescem 10,7% no primeiro semestre

No acumulado do semestre, as carnes de aves representam 24% das exportações catarinenses, mais de três vezes acima da carne suína, com 8%, na segunda posição. Soja (7%), partes de motor (4,5%) e motores elétricos (4,3%) completam a lista

08/07/2019 20h57
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | Secom
Cristiano Estrela | Secom
Cristiano Estrela | Secom

Santa Catarina terminou o primeiro semestre deste ano com números positivos para o comércio exterior. Entre janeiro e junho, as exportações catarinenses cresceram 10,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto no Brasil houve um recuo de 3,5%. Em números absolutos, as vendas de Santa Catarina para o exterior somaram US$ 4,51 bilhões contra US$ 4,07 bilhões no primeiro semestre do ano passado. Apenas em junho, a alta foi de 1,3% em relação ao mesmo mês do ano passado.

No acumulado do semestre, as carnes de aves representam 24% das exportações catarinenses, mais de três vezes acima da carne suína, com 8%, na segunda posição. Soja (7%), partes de motor (4,5%) e motores elétricos (4,3%) completam a lista.

O secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gôuvea, comenta o destaque do agronegócio catarinense na pauta de exportações: "Isso prova da qualidade dos nossos produtos e da competência dos nossos produtores rurais, da iniciativa privada e do Governo do Estado. Santa Catarina é referência internacional pelo cuidado extremo com a sanidade animal, o que abre as portas de países muito competitivos e exigentes. A produção catarinense está ganhando cada vez mais espaço no mercado internacional."

O principal destino das exportações catarinenses no primeiro semestre foram os Estados Unidos, com 14,6%. Em seguida aparecem a China (13,9%), o Japão (5,1%), a Argentina (4,8%) e o México (3,6%).

Na visão do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, o resultado demonstra o potencial da economia catarinense. “Nossos empreendedores tem uma veia exportadora muito forte. Isso faz de Santa Catarina um Estado diferenciado. Estamos trabalhando para ajudar para que esses números sigam melhorando, o que auxilia toda a cadeia econômica”, diz Esmeraldino.

Além das exportações, as importações catarinenses também tiveram um aumento, de 8,9%, para um total de US4 8,1 bilhões. Os dados são Observatório da Indústria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários