Segunda, 25 de Maio de 2020 17:24
(49) 9 8895-5546
Dólar comercial R$ 5,46 -2.079%
Euro R$ 5,95 -1.427%
Peso Argentino R$ 0,08 -1.355%
Bitcoin R$ 51.698,01 -2.81%
Bovespa 85.663,48 pontos +4.25%
Economia Conquista!

Laticínios do Extremo-Oeste é habilitado a exportar produtos lácteos para a China

Em Santa Catarina apenas duas indústrias lácteas estão autorizadas a exportar queijo, manteiga e leite condensado

25/07/2019 09h27
Por: Júnior Recalcati Fonte: Oeste em Foco | Secom
James Tavares | Secom
James Tavares | Secom

A China abriu o mercado para os produtos lácteos brasileiros, e Santa Catarina tem duas empresas habilitadas a exportar queijo, manteiga e leite condensado. O anúncio foi feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) nesta quarta-feira (24). A notícia anima o setor produtivo.

A China habilitou 24 plantas brasileiras para exportação de produtos como leite em pó e queijos. Em Santa Catarina, estão autorizadas as empresas Laticínios São João (Lac Lélo) de São João do Oeste, e a Áurea Indústria e Comércio, de Braço do Norte.

“Esta é uma oportunidade importante para o estado. Acreditamos que o futuro da produção de leite é conquistar o mercado externo, e o setor produtivo deve se preparar para isso. Santa Catarina tem diferenciais que podem agregar valor ao leite produzido no estado, como a sanidade dos nossos rebanhos”, destaca o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

Santa Catarina é o quarto maior produtor de leite do Brasil e esta é a atividade agropecuária com o maior crescimento no estado. Em 2017, a produção catarinense girou em torno de 3,4 bilhões de litros, e o leite representa uma importante fonte de renda para mais de 100 mil agricultores.

Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindileite-SC), Valter Antonio Brandalise, a abertura do mercado chinês vem em boa hora para o setor e pode trazer mais equilíbrio para a cadeia de lácteos no país. “Com o crescimento na produção do Brasil, em especial na região Sul, em breve teremos excesso de leite no país. A abertura de novos mercados é uma oportunidade para internacionalizar a produção brasileira e regular o mercado interno. A expectativa é de que em breve tenhamos mais empresas catarinenses habilitadas”, ressalta.

Desafios

Para conquistar o mercado internacional, Santa Catarina tem ainda alguns desafios: melhorar a competitividade do leite, passando pela organização da cadeia produtiva e a melhoria da infraestrutura. “Temos um dever de casa para fazer. O Brasil já evoluiu muito em qualidade e o produtor rural e a iniciativa privada estão conscientes de que este é o caminho. O Sul do país tem condições de tomar a frente das exportações brasileiras”, afirma o presidente do Sindileite-SC.

Exportações

Com a habilitação dos estabelecimentos, a expectativa é o setor exportar US$ 4,5 milhões em queijos, estima a Viva Lácteos - Associação Brasileira de Laticínios. A China é o maior importador de leite do mundo. Em 2018, o país comprou mais de 14 bilhões de quilos de leite, 18% de toda importação mundial.

“O mercado chinês já é um grande parceiro de Santa Catarina em outros setores, principalmente, na importação das carnes produzidas aqui. Queremos expandir essa relação e incluir o leite na nossa pauta de exportações”, conclui o secretário da Agricultura Ricardo de Gouvêa.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de São João do Oeste - SC
São Miguel do Oeste - SC
Atualizado às 17h16 - Fonte: Climatempo
15°
Tempo aberto

Mín. Máx. 15°

15° Sensação
17.6 km/h Vento
48.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 15°

Geada
Quarta (27/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 17°

Geada
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias