Facig 2019
Preocupante!

São Miguel do Oeste registra baixa na produção leiteira e falta de água potável

Prefeito Wilson Trevisan reuniu Conselho Municipal de Defesa Civil na manhã desta quinta-feira

12/09/2019 16h45Atualizado há 2 dias
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | Ascom
Karla Utzig
Karla Utzig

O prefeito Wilson Trevisan reuniu na manhã desta quinta-feira (12), em seu gabinete, o Conselho Municipal de Defesa Civil, a fim de sensibilizar autoridades e lideranças para os efeitos da estiagem que já atinge São Miguel do Oeste.

A situação é preocupante, considerando que nos últimos três meses o registro é de apenas 113mm de chuvas, sendo que a média mensal seria de 140mm.

Segundo Trevisan, há mais de dois anos a Administração tem feito um trabalho diferenciado com ações preventivas nas comunidades rurais, voltado à proteção e abertura de fontes caxambu, perfuração de poços artesianos e abertura e limpeza de bebedouros.

Estas ações desenvolvidas ao longo do tempo ajudam a amenizar os problemas de falta de água, mas colocam o município em situação de alerta, pois até o final de setembro não há previsão de um grande volume de chuvas.

“Estamos atentos, pois temos dados que comprovam uma significativa baixa na produção de leite, além da dificuldade na recuperação e manutenção de estradas, atraso no plantio e falta de água para o consumo humano e animal”, afirmou Trevisan.

Sobre a situação de emergência no município e região, o prefeito destacou que foi convocada uma assembleia extraordinária da Ameosc, na segunda feira (16), às 16h, na sede da entidade (antiga ADR), com os prefeitos e coordenadores da Defesa Civil, com o intuito de avaliar a situação regional .

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários