WhatsApp
Tropeço!

Com gol de pênalti, Inter amarga derrota por 1 a 0 para o CSA

Jonatan Gomez marcou único gol da partida

09/10/2019 21h30Atualizado há 5 dias
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Correio do Povo
Ricardo Duarte | Inter
Ricardo Duarte | Inter

O Inter amargou mais uma derrota fora de casa no Brasileirão ao perder para o CSA por 1 a 0 na noite desta quarta-feira. Em uma partida em que dominou praticamente toda a posse de bola durante o confronto, o Colorado não conseguiu criar muito e converter suas oportunidades em vantagem no marcador.  Sofreu gol de pênalti aos 20 minutos do segundo tempo, depois que Dawhan foi derrubado por Uendel. O argentino Jonatan Gomez cobrou forte e fez o único gol do duelo.

Foi na etapa inicial que o time de Odair Hellmann teve suas melhores chances e pressionou o adversário. Com chutes de longa distância, Lindoso exigiu que o goleiro Jordi fizesse bela defesa e também carimbou a trave. Guilherme Parede até balançou as redes duas vezes, mas as jogadas foram anuladas por impedimento.

O resultado negativo contra uma equipe que até o começo da rodada estava na zona de rebaixamento é praticamente um banho de água fria para as pretensões do clube de alcançar o G-4 da competição e garantir vaga direta na Libertadores do ano que vem. Também levanta incertezas sobre a continuidade do técnico Odair Hellmann. O Inter atualmente está em sexto lugar, mas pode perder a posição no decorrer da rodada.

O jogo

Com a necessidade de pontuar para tentar sair da zona de rebaixamento, o CSA tentou apostar na velocidade logo no primeiro minuto, com Bustamante dominando pela esquerda e finalizando, com desvio na zaga. Carlinhos dominou pela esquerda e cruzou, sem dificuldades, para Lomba fazer a defesa. Os comandados de Argel Fucks tentaram manter marcação forte e adiantada, mas, aos, poucos, o Inter começou a empurrar o adversário de volta para seu campo, fazendo com que compactasse a marcação.

O Colorado passou a ter mais posse de bola, mas sem muitos espaços para criar. E os alagoanos tentavam no contra-ataque, sobretudo com Apodi. Aos 10", o lateral avançou nas costas de Uendel e cruzou no segundo poste, onde encontrou Bustamante, que, livre, cabeceou para fora. O domínio colorado ficou claro quando o time emplacou quatro escanteios seguidos. A melhor chance foi com Rodrigo Lindoso, que teve duas oportunidades no mesmo lance. Aos 19", recebeu de Nico López, dominou na intermediária e arriscou de longe. O goleiro Jordi se esticou e fez a defesa.

Na sequência, o Inter ficou com a bola, e, após alguns passes, ela sobrou novamente para o volante. O jogador enquadrou e bateu colocado, explodindo na trave direita, a meia altura. O colorado continuou tentando a penetração, mas não conseguia encontrar brechas na defesa e transformar a maior posse de bola em efetividade. Durante o primeiro tempo, o técnico Odair Hellmann que colocar Klaus no jogo depois que Emerson Santos saiu carregado de maca.

Gols impedidos

Quando o time gaúcho conseguiu balançar as redes, o árbitro de linha anulou por impedindo. Dois chutes de Guilherme Parede corretamente invalidados. No primeiro, aos 25", o atacante recebeu de Neilton e bateu colocado, sem chances para o goleiro. No segundo, aos 36", em posição irregular ainda mais evidente, dominou passe de Uendel, que ficou com a sobre após Neilton ser derrubado por Jean Cléber na entrada da área. Em ambos os lances, o VAR não foi utilizado. Os colorados ainda reclamaram pênalti no meia, mas nada foi marcado.

O jogo seguiu com a mesma dinâmica e se estendeu até os 48". No minuto final, Jordi quase entregou um gol para os visitantes. Em cobrança de escanteio de Nico, o goleiro saiu do gol e deixou a bola escapar. Ele, então, se atirou no chão para segurar antes que Klaus chegasse.

Menos efetividade no segundo tempo

Sem modificações, o CSA voltou mais solto para a etapa completamentar. Em cinco minutos, tentou três chutes de longa distância, todos fracos, sem perigo para Lomba. Foi aos 7" que Alecsandro quase fez valer a "lei do ex", se antecipando de Cuesta e desviando de cabeça cruzamento de Carlinhos por cima do travessão. Insatisfeito com o rendimento do time, Odair tirou Neilton para colocar D'Alessandro em campo.

A mudança deu novo ânimo ao time, que passou a rodar mais a bola e ter mais precisão nos passes. Aos 17", em um contra-ataque, Nico limpou bonito a marcação, teve o ângulo para bater, mas preferiu o cruzamento, que saiu errado. Na sequência do lance, após troca de passes, foi a vez de Dawhan arrancar em velocidade. Ao entrar na área, foi derrubado por Uendel, e o árbitro marcou Penâlti. Jonatan Gomez cobrou com confiança, com força e baixo na esquerda. Lomba acertou o lado, mas não conseguiu a defesa; 1 a 0 CSA.

Com a vantagem no placar, os donos da casa se fecharam na defesa. Odair lançou Wellington Silva no lugar de Uendel. O atacante entrou com novo estado anímico e quase arrancou o empate em chute colocado de direta. A bola subiu muito e saiu pela linha de fundo. Restou aos mandantes os contra-ataques. Bruno Alves, que entrou no lugar de Apodi, teve a chance de ampliar depois que arrancou com agilidade pela direita e bateu rasteiro, cruzado.

O Inter se lançou ao ataque em busca de sair do Estádio Rei Pelé com pelo menos um ponto, mas as Argel montou um esquema defensivo reforçado que barrou as jogadas colorados. O Colorado tentou alguns chutes de longa, mas não conseguiu. Deu tempo, contudo, para Nico perder a cabeça. Aos 44", Parede recebe em condição de impedimento, e o árbitro assinalou a irregularidade. Nico, então, pegou a bola e deu um balão para cima, irritado. Recebeu cartão amarelo. Nos quatro minutos de acréscimo, o CSA só se defendeu.

CSA x Inter | Campeonato Brasileiro

CSA 1

Jordi, Apodi (Bruno Alves), Ronaldo Alves, Luciano Castán, Naldo, Carlinhos, Dawhan, Jean Kléber, Jonantan Gómez, Héctor Bustamante, Ricardo Bueno (Alecsandro)

Técnico: Argel Fuchs

Inter 0

Marcelo Lomba; Heitor, Victor Cuesta, Emerson Santos (Klaus) e Uendel (Wellington Silva); Rodrigo Lindoso, Edenilson e Patrick; Nico López, Neilton (D'Alessandro) e Guilherme Parede

Técnico: Odair Hellmann

Gol: Jonantan Gómez (20"/2ºT)

Cartões Amarelos: Ricardo Bueno (CSA), D'Alessandro e Nico López (Inter)

Local: Estádio Rei Pelé

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários