WhatsApp
Inter

Técnico Odair Hellmann é demitido do Inter

Treinador deixa o comando colorado após sequência ruim de resultados desde a perda do título da Copa do Brasil

10/10/2019 16h46
Por: Maico Zanotelli
Fonte: Correio do Povo
Ricardo Duarte / Internacional / CP
Ricardo Duarte / Internacional / CP

O trabalho que parecia promissor e esteve perto de conquistar um título de expressão ruiu rapidamente. Menos de um mês após a derrota na final da Copa do Brasil para o Athletico-PR, Odair Hellmann foi demitido do comando técnico do Inter. O treinador não resistiu à derrota de 1 a 0 para o CSA, em Alagoas. O presidente colorado, Marcelo Medeiros, fará um pronunciamento oficial às 17h30min desta quinta-feira.

Efetivado como técnico no dia 25 de novembro de 2017, depois de comandar a equipe na vitória por 2 a 0 sobre o Guarani, no último jogo da Série B, Odair encerra o ciclo com 60% de aproveitamento nos 116 jogos que esteve no comando do Colorado. Nos 684 dias como técnico, o Inter venceu 61 partidas, empatou 27 e perdeu 28.

Apesar de ter causado uma boa impressão muitas vezes, Odair Hellmann deixa o Inter sem títulos conquistados. No Campeonato Gaúcho de 2018, caiu diante do Grêmio nas quartas de final. Em 2019, Odair levou o Inter até a decisão. Após dois empates sem gols, caiu nos pênaltis diante do rival.

No Brasileiro de 2018, chegou a brigar pelo título em algumas oportunidades, porém encerrou na terceira colocação, atrás de Palmeiras e Flamengo. No entanto, a maior chance de Odair levantar uma taça no comando do Inter escapou há menos de um mês. Na final da Copa do Brasil, foi derrotado em casa para o Athletico-PR por 2 a 1 e viu a chance de acabar com o jejum de 27 anos se transformar em frustração diante de mais de 50 mil torcedores.

A partir daí, Odair viu o trabalho desmoronar rapidamente. Já contestado após a eliminação da Libertadores nas quartas de final, para o Flamengo, até reagiu, mas mesmo na vitória teve problemas. Viu a equipe ser vaiada – e ele próprio ser criticado – antes do jogo contra a Chapecoense, no qual sofreu para arrancar uma vitória por 1 a 0.

No jogo seguinte, o reencontro contra o Flamengo foi igualmente trágico. Após um primeiro tempo sofrível no Maracanã, onde perdeu Rodrigo Moledo lesionado, e teve dois jogadores expulsos, perdeu por 3 a 1 e foi criticado pela escalação e pelas trocas. Contra o Palmeiras, empate em 1 a 1 e a despedida do treinador do Beira-Rio.

Na partida seguinte, novo 1 a 1. Desta vez, com o Cruzeiro, em Belo Horizonte. O Inter saiu na frente, mas passou a adotar uma postura defensiva, grando alvo das críticas ao trabalho do treinador fora de casa. O time sofreu o empate em um pênalti discutível assinalado pelo VAR.

A gota d'água aconteceu após mais um resultado negativo. Derrota para o CSA, no estádio Rei Pelé, por 1 a 0. Após o jogo, o vice-presidente de futebol do Inter, Roberto Melo, não bancou a permanência de Odair Hellmann no comando do time na próxima rodada do Brasileirão. A demissão se confirmou nesta quinta-feira.

Os números de Odair Hellmann no Inter:

116 partidas

61 vitórias

27 empates

28 derrotas

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários