WhatsApp
Decisão judicial!

Homem que esfaqueou irmãos para roubar é condenado a 36 anos de reclusão em Pinhalzinho

Sentença ainda determinou o pagamento dos valores subtraídos das vítimas

12/10/2019 08h22
Por: Júnior Recalcati
Fonte: Oeste em Foco | TJSC
Arquivo
Arquivo

O juiz Wagner Luis Böing, da Vara Única da Comarca de Pinhalzinho, proferiu sentença em processo criminal que apurou tentativa de latrocínio contra dois irmãos, ocorrida em 4 de agosto de 2018, próximo à passarela da BR-282, Em Pinhalzinho. Um dos quatro indiciados foi julgado e condenado a 18 anos, um mês e 23 dias de prisão em regime fechado. Como foram duas vítimas, a pena foi dobrada e totalizou 36 anos, três meses e 16 dias. O magistrado negou ao réu o direito de recorrer em liberdade. A sentença ainda determinou o pagamento dos valores subtraídos das vítimas.

De acordo com a denúncia apresentada, o acusado e outros três suspeitos estavam no mesmo bar que os irmãos no dia anterior. O réu teria pedido dinheiro emprestado a uma das vítimas. Após a negativa, a vítima escondeu parte do valor e manteve R$ 300 no bolso. Ela havia recebido o salário, em espécie, no mesmo dia. Testemunhas contaram que os quatro indiciados se retiraram do bar assim que os irmãos deixaram o lugar. Antes de atacar as vítimas, o acusado pediu novamente pelo dinheiro. Diante da nova negativa, iniciou-se a sequência de golpes de faca e chutes. Os irmãos ficaram desacordados e os agressores levaram R$ 300 de uma vítima e R$ 30 de outra. Ainda cabe recurso da sentença.

​Com relação aos outros três denunciados, o processo foi dividido e a sentença condenatória foi dada em maio de 2019. Dois dos acusados estão presos preventivamente enquanto aguardam apreciação de recurso ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que objetiva modificar a sentença da magistrada titular de Pinhalzinho, Thaíse Siqueira Ornelas (atualmente em licença-maternidade), que os condenou a penas que passam dos 30 anos de reclusão. Um dos acusados foi absolvido.

BOLETIM DE OCORRÊNCIA DA POLÍCIA MILITAR NA ÉPOCA

"A guarnição PM foi acionada pela Central de emergência (190) para atendimento de ocorrência, onde teria um masculino caído próximo a passarela, Bairro Bela Vista Pinhalzinho.

No local, foram localizados dois masculinos com vários ferimentos pelo corpo, principalmente na região da cabeça. Estavam com bastante sangramento e não respondiam as perguntas que eram feitas. Os masculinos estavam afastados um do outro a uma distância aproximada de 50 metros. No local haviam garrafas quebradas, bonés e camisetas jogados na via. Os policiais acionaram os bombeiros que prestaram os primeiros socorros e conduziram os dois para o Hospital. Isolado o local e acionado o plantonista da polícia civil, que compareceu no local para procedimentos cabíveis . Posteriormente a guarnição policial fez buscas nos arredores na tentativa de localizar possíveis autores, porém não logrou êxito. A guarnição deslocou ao Hospital para identificar as vítimas, constatando se tratar de J. D, de 26 anos, e A.D, de 24 anos, que estavam incomunicáveis devido atendimento médico".

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários