Sexta, 21 de setembro de 2018
(49) 98895-5546
Esporte

03/09/2018 às 10h59 - atualizada em 03/09/2018 às 11h05

Júnior Recalcati

São Miguel do Oeste / SC

Chapecoense perde para o Palmeiras por 2 a 1 e cai mais uma posição na Série A
Ao término da 22ª rodada, o time do Oeste se consolida na 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento
Chapecoense perde para o Palmeiras por 2 a 1 e cai mais uma posição na Série A
Sirli Freitas

A derrota por 2 a 1 para o Palmeiras na noite deste domingo (2) custou mais uma posição para a Chapecoense, que desce ladeira abaixo na tabela da Série A do Campeonato Brasileiro desde o retorno da competição após a Copa do Mundo. O Verdão catarinense, com uma fraca atuação diante da sua torcida, na Arena Condá, foi presa fácil para o Verdão paulista, que não precisou jogar o seu melhor futebol para triunfar. Ao término da 22ª rodada, o time do Oeste se consolida na 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento.  


O campo pesado pela chuva deixou o duelo mais duro nos primeiros instantes. Em menos de cinco minutos, a arbitragem já tinha distribuído dois cartões amarelos: Diego Torres da Chape e Victor Luís do Palmeiras foram os premiados após faltas duras. 


Quando o jogo passou a ser de fato disputado, a superioridade do Palmeiras não demorou a aparecer. Aos sete minutos, Hyoran cobrou escanteio e Felipe Melo cabeceou bem, acertando a bola na trave. Aos 13, os atletas trocaram os papéis. O volante cruzou pelo lado direito e o ex-jogador da Chapecoense cabeceou. A bola esbarrou no poste e entrou no gol: 1 a 0. Em respeito ao clube que o revelou, a comemoração do meia-atacante foi discreta.


Aos 23 minutos, em uma das raras chegadas ao ataque, a Chape enfim conseguiu assustar. Na cobrança de escanteio, Leandro Pereira apareceu no segundo pau para mandar de cabeça e acertar a trave direita de Weverton. 


No restante da primeira etapa, os visitantes passaram mais perto de ampliar a vantagem do que sofrer a igualdade. Ainda assim, foi o Palmeiras que voltou do intervalo com Diogo Barbosa no lugar do amarelado Victor Luís. Já Guto Ferreira, que preferiu manter a formação que iniciou o jogo, viu a Chape sofrer mais um gol logo aos seis minutos da segunda etapa. Entre trancos e barrancos, Borja invadiu a área pelo meio e deu um toque sutil na saída de Jandrei para fazer o segundo.


Com dificuldade para passar pela boa defesa do Palmeiras, foi na bola parada que o time catarinense encontrou o caminho para descontar o placar. Aos 15 minutos, Diego Torres cobrou escanteio com perfeição e o zagueiro Rafael Thyere subiu mais alto que todo mundo para cabecear e acertar a bola na direita de Weverton: 2 a 1. 


Aos 36, o argentino Doffo teve em seus pés a chance de ouro para igualar o duelo. Após Leandro Pereira não conseguiu o domínio pelo alto, a bola sobrou nos pés do jogador, livre de marcação, mas ele chutou para fora a oportunidade de igualdade.


Ultrapassada pelo Sport e agora no 18º lugar na tabela do Brasileirão, a Chapecoense terá a chance de reagir na quarta-feira, quando visita o lanterna Paraná em Curitiba, às 21h. No mesmo dia e horário, o Palmeiras recebe o Atlético-PR, embalado por quatro vitórias consecutivas no Brasileirão.


Chapecoense 1 x 2 Palmeiras


CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Roberto; Elicarlos (Canteros), Márcio Araújo, Diego Torres (Yann), Bruno Silva e Osman (Doffo); Leandro Pereira. Técnico: Guto Ferreira


PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Jean), Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis (Diogo Barbosa), Thiago Santos, Felipe Melo. Lucas Lima (Bruno Henrique); Hyoran, Borja e Willian. Técnico: Luiz Felipe Scolari


Gols: Hyoran (P, 13/1ºT), Borja (6/2ºT) e Rafael Thyere (C, 15/2ºT).


Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, auxiliado por Guilherme Camilo e Sidmar Meurer (trio de MG).


Local: Arena Condá, em Chapecó


Público: 4.546 torcedores.


Renda: R$ 186.015.

FONTE: Diário Catarinense

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium