Sexta, 21 de setembro de 2018
(49) 98895-5546
Segurança Pública

12/09/2018 às 17h04 - atualizada em 12/09/2018 às 18h42

Júnior Recalcati

São Miguel do Oeste / SC

Policias Rodoviária e Civil esboçam preocupação sobre crimes de trânsito na Willy Barth
Nós últimos 12 meses foram registrados cerca de 61 acidentes no trecho. Sete ocorrências foram com danos ao patrimônio público.
Policias Rodoviária e Civil esboçam preocupação sobre crimes de trânsito na Willy Barth
Júnior Recalcati | Oeste em Foco

As polícias Rodoviária e Civil realizaram uma coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (12) na sede da 13º Delegacia Regional de Polícia em São Miguel do Oeste. Em pauta esteve os crimes relacionados ao trânsito ocorrido nos últimos meses no trecho urbano da BR-163, em São Miguel do Oeste, conhecido como Willy Barth.


Um acidente registrado no mês passado trouxe ainda mais à tona as discussões sobre a irresponsabilidade de alguns motoristas que trafegam pelo trecho em alta velocidade, muitas vezes sob efeito de álcool e drogas, desafiando a si mesmo e a outros condutores em apostas de corrida.


De acordo com dados da PRF divulgados pelo agente Rober Hoelscher, nos últimos 12 meses foram registrados cerca de 61 acidentes. 117 veículos foram envolvidos, 44 pessoas sofreram lesões consideradas leves, outras nove tiveram ferimentos graves e sete postes de iluminação pública foram danificados. Apesar do alto índice, por sorte, nenhum óbito foi registrado.


Ainda conforme os dados do órgão, nas ocorrências relacionadas às avarias em postes da rede pública, seis foram ocasionados por influência de ingestão de substâncias que alteram a capacidade psicomotora. A outra teria ocorrido por falta de atenção.


O delegado, Conrado Ferri Cintrão, destaca que vários casos de crimes de trânsito estão sendo apurados. Ele citou uma ocorrência registrada no dia 6 de agosto de 2018, quando um condutor perdeu o controle da direção de um Corolla, colidiu em um poste e fugiu. A suspeita é de que ele estivesse dirigindo sob efeito de álcool e apostando um racha. Com o impacto da batida um transformador da rede de energia elétrica veio ao chão. Os danos ultrapassam os R$ 17 mil.


Cintrão frisa, ainda, que as penalidades são graves para aqueles que forem flagrados apostando rachas em vias públicas. O crime torna-se ainda mais grave quando há vítimas e danos ao patrimônio público.


As pessoas que flagrarem crimes, inclusive os de trânsito, podem realizar denúncia anônima via WhatsApp para a Polícia Civil de São Miguel do Oeste pelo número (49) 99915-2018. Também estão disponíveis os telefones 191 da PRF e 190 da Polícia Militar.

FONTE: Oeste em Foco

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium